sexta-feira, 8 de abril de 2011

Leia a entrevista com o Diretor Jeferson Agostinho do filme "Que Amor é Esse?"

O diretor do filme "Que Amor é Esse?", Jeferson Agostinho, concedeu uma entrevista para o Cinema Cristão, ele é formado em Multimidia Digital voltado para cinema pela UNISUL, Ministro de comunicação da Igreja Batista de Barreiros, São José - SC, Cineasta, Diretor e Produtor.  

Nos diga como foi a experiência na produção do curta Metragem "Que amor é esse"? 
Foi uma experiência maravilhosa pois trabalhei com uma equipe abençoada onde todos se dedicaram o máximo para fazer esse grande trabalho além de ver os milagres de Deus nesta produção. E foi maravilho ver o final do resultado tantas pessoas entregando sua vida para Jesus esse foi a melhor recompensa. 

Jeferson, é dificil criar uma produção cinematografica cristã no Brasil?
Olha não é difícil basta nos os cristãos se unir. Pois temos capacidade de fazer grandes produções de cinema no Brasil. Nosso lema no ministério é que "Juntos somos melhores" é isso que queremos fazer com a Dunamys Films juntar as forças de todas as pessoas e igrejas evangélicas do Brasil para fazer grandes produções. No filme "Que amor é esse?" tivemos mais de 7 igreja e denominações diferentes mais 130 pessoas de 3 estados brasileiro.

Você e toda a equipe do filme tem algum plano para criar mais produções?
Sim. Já estou trabalhando no próximo roteiro desta vez é um longa metragem. E as pessoas que queiram fazer parte do nosso próximo projeto é só entrar no site da Dunamys www.dunamysfilms.com e se cadastrar. Em breve divulgaremos mais noticias deste projeto.

Para terminar deixe um recado para os leitores do Cinema Cristão? 
Quero agradecer a todos os leitores por acompanhar nossa produção. E que possamos cada vez mais apoiar o cinema cristão no Brasil pois eu creio que em breve nos cristãos vamos ir ao cinema assistir um filme cristão. Que Deus abençoe cada um de você.

Assista o trailer do curta metragem "Que Amor é Esse?"

3 comentários:

Anônimo disse...

legal a atitude mesmo parabens.
Assisti o filme em floripa da pra ver que é amador mas valeu a coragem. A historia ja conhecia

Tiago Cata disse...

É verdade, esta história já existe há mais de 2000 anos mesmo. Mas antes de você dizer que o filme é amador, deverias se identificar e assumir a sua crítica.

Pois pior que ser amador é ser medroso em assumir o que pensa.

E me desculpe, vc é dono de alguma produtora? Ator profissional ou cineasta?

O filme não tem atores profissionais, mas a filmagem, a produção foi feita por pessoas profissionais..

E já fecharam contrato com uma distribuidora para vender para todo o Brasil.

E isso porque o filme é bem amador... engraçado isso.

Anônimo disse...

Sou Joao carlos Curitiba
bem legal mesmo a iniciativa do filme. Concordo com as duas pessoas que fizeram comentario. Não devemos menosprezar o trabalho ainda mais falando de Jesus. Sobre a qualidade da produção isso é outro discussão. Claro que não é um filme profissional da pra ver, mas isso nao é oque está em jogo e sim a pessoa de Jesus