quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Resenha do filme Ben-Hur de 2016

O longa metragem Ben-Hur é um remake da produção DE 1959, produzida em 2016 e dirigido por Timur Bekmambetov, a história se passa em Jerusalém na perspectiva de Judah Ben Hur (Jack Huston), um nobre que foi acusado injustamente de traição e condenado a ser escravo do império romano, o tempo histórico do romance tem como escopo a contemporaneidade do príncipe judeu com Jesus Cristo, que foi interpretado pelo ator brasileiro Rodrigo Santoro.

O filme possuí bons atores e atrizes, a fotografia é fiel a época e conta a história de dois amigos, quando um trai um dos grandes nobres de Jerusalém, no inicio do filme existe uma cena que Jesus aparece em Jerusalém, todavia na história isso passa desapercebido, entretanto com o decorrer do filme e principalmente no desfecho a mensagem de perdão ganha a cena e transforma a produção em um longa cristão.

Ben Hur, peca em alguns aspectos de cenário que poderia ter sido melhor explorado face o longa  ter sido filmado em Roma e  a produção de hollywood  e ter sido feito com um alto orçamento de 100 milhões de dólares, entretanto é um grande longa metragem, que infelizmente não ganhou tanto destaque como em sua produção anterior, arrecadando 94 milhões de dólares.

Leia a ficha técnica do filme:

Nenhum comentário: